Publicidade:
6 de Julho, 2020 - 14:19
Sinopenses recebem R$ 25,7 milhões em 2ª parcela

Um levantamento do Ministério do Desenvolvimento Social, do Governo Federal aponta que 34.408 sinopenses receberam a segunda parcela do auxílio emergencial, um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, cujo objetivo é fornecer a  proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus - COVID 19. O aporte financeiro representa um repasse de R$ 25,7 milhões.

Dos contemplados, 3.735 são usuários do Bolsa Família e recebiam valores inferiores as R$ 600 ou R$ 1,2 mil. Outros 10.173 são inscritos no Cadastro Único e 20.500 pessoas fizeram o cadastro por meio do aplicativo  e também foram aprovados e estão recebendo o auxílio.

O benefício no valor de R$ 600 está sendo pago para até duas pessoas da mesma família. Para as casas que a mulher seja a única responsável pelas despesas, o valor pago mensalmente será de R$ 1,2 mil. Quem estava no Cadastro Único até o dia 20 de março e que atendeu às exigências também foi contemplado automaticamente. Já os trabalhadores autônomos baixaram um aplicativo e fizeram a solicitação.

Inicialmente, o benefício foi concedido por 3 meses, entretanto, no final d o mês passado, o Governo confirmou a extensão da ajuda por mais dois meses. De acordo com o Ministério da Cidadania, o decreto estabelece que serão pagos R$ 600 no mês de julho e R$ 600 em agosto.

Durante esse período de pandemia causada pelo novo coronavírus, por determinação da prefeita Rosana Martinelli, o setor de coordenação do Bolsa Família auxiliou a população que tinha dúvidas a baixar o aplicativo e fazer o cadastro pedindo o beneficio que foi avaliado e concedido ou não pelo Governo Federal.

A Prefeitura também criou a campanha Unir para Proteger visando arrecadar alimentos, produtos de limpeza, higiene e álcool gel, além de fazer parcerias com empresas e instituições para doação de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade.

A campanha continua recebendo doações e é fundamental a participação da população já que, atualmente, mais de 16 mil pessoas estão inclusas nos cadastros sociais em Sinop. Os materiais podem ser entregues na Assistência Social, localizada na Rua das Aroeiras, 1116, Centro, ou nas lojas das redes de supermercados Machado e Casa Aurora e na Paróquia São Camilo. A Secretaria também disponibiliza dois telefones para outras dúvidas: 66 3531 2791 e 66 9 9680 0001, com Rodrigo.


Da assessoria


4 de Julho, 2020 - 18:54
Sete municípios de MT movimentam R$ 9,7 bilhões no agronegócio; Estado investe em obras

Sete municípios mato-grossenses (Campo Verde, Campo Novo do Parecis, Juruena, Matupá, Nova Mutum, São José do Povo e Tapurah), cuja população total soma 174.978 habitantes, comemoram aniversário neste sábado, 04 de julho. O governo investe somente nesses municípios R$ 65 milhões em obras de infraestrutura e já repassou pelo menos R$ 110 milhões para saúde, assistência social, transporte escolar, e recursos provenientes de ICMS, Fethab e IPVA desde 2019.

Localizados em diferentes regiões do Estado, quase todos se destacam pela produção agropecuária e pelo peso do setor de serviço na composição do PIB (Produto Interno Bruto), num total de R$ 9,756 bilhões em 2017, segundo o IBGE. Com exceção de São José do Povo, fundado em 1989, os demais completam 32 anos.

Campo Verde, Campo Novo do Parecis, Nova Mutum e Tapurah, com uma produção total de 849,27 mil toneladas de algodão em 2017, avaliadas em R$ 2,214 bilhões, estão entre os maiores produtores do Estado e do país. Campo Verde e Campo Novo ocupam, respectivamente, a segunda e terceira posições no Estado e terceiro e quarto lugar no ranking nacional.

Com o milho, a situação se repete. São 3,87 milhões de toneladas, avaliadas em R$ 1,4 bilhão, colhidas em cinco dos sete municípios aniversariantes. Nova Mutum, com 1,39 milhão de toneladas, ocupa as segundas posições mato-grossense e brasileira, enquanto Campo Novo do Parecis, com 1,34 milhão de toneladas fica uma posição abaixo.

O quadro é o mesmo, quando se trata de soja. Foram 5,86 milhões de toneladas, em 2017, avaliadas em R$ 4,013 bilhões. Novamente, Nova Mutum e Campo Novo do Parecis se destacam. Ocupam, respectivamente, a segunda e terceira posição no ranking dos maiores produtores estaduais e quarto e quinto no ranking nacional.

Campo Verde, Nova Mutum e Tapurah estão entre os primeiros do Estado na criação de galináceos, com um rebanho total de 21,27 milhões de cabeças e produção de 44,49 milhões de dúzias de ovos, por um plantel de 2,45 milhões de galinhas.

Com relação ao rebanho suíno, Tapurah, primeiro no ranking estadual e quinto no nacional, e Nova Mutum (quarto no ranking estadual) respondem pela criação de 715,29 mil cabeças, das quais 84,23 mil matrizes.

Campo Novo do Parecis ainda se destaca por ocupar o primeiro lugar do ranking nacional da produção de girassol, com 45,36 mil toneladas, avaliadas em 52,9 milhões, e pela quarta posição estadual na produção de cana-de-açúcar, com 2,88 milhões de toneladas, avaliadas em R$ 195,39 milhões.

Presença do Governo do Estado

Por meio de obras, de infraestrutura especialmente, e repasses de recursos financeiros, o Governo de Estado cumpre seu papel de parceiro dos municípios.

Neste ano de 2020 (até maio) repassou, aos sete municípios aniversariantes deste dia 04 de julho, R$ 92,526 milhões em ICMS, IPVA e Fethab. Além de R$ 17,341 milhões sem Assistência Social, Transporte Escolar e Saúde entre 2019 e 2020.

Executadas diretamente pela Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) ou em parceria com as prefeituras, o Governo Estado está investindo mais de R$ 65 milhões em pavimentação, manutenção de rodovias e pontes. São mais de 330 km de rodovias e 30 pontes em obras.


Da assessoria


Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais