Publicidade:
7 de Julho, 2020 - 14:53
Presidente do Barcelona diz que Messi quer encerrar carreira no clube e descarta Neymar

Em campo, o Barcelona luta contra o Real Madrid pelo título do Campeonato Espanhol e ainda está vivo na Liga dos Campeões da Europa. Fora dele, os bastidores estão agitados com especulações sobre o futuro do craque argentino Lionel Messi e uma possível volta do atacante brasileiro Neymar. O presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, tratou de acabar com qualquer boato sobre os assuntos

De acordo com o dirigente, o argentino já revelou o seu desejo de encerrar a carreira no clube catalão. "Não vou dar detalhes das negociações, mas ele já disse várias vezes que quer acabar a carreira no Barça. Agora estamos concentrados no fim do campeonato e temos negociações com muitos jogadores. Messi quer continuar no Barça e quer acabar aqui. Ainda tem muitos anos para jogar", afirmou Bartomeu em entrevista à rádio espanhola RAC 1.

Messi é o principal jogador do Campeonato Espanhol nesta temporada. O argentino é o artilheiro da competição, com 22 gols em 29 jogos, e também foi quem deu mais assistências, com 19.

Sobre Neymar, que deixou o Barcelona em 2017 para se transferir ao Paris Saint-Germain e estaria disposto a voltar para a Espanha, Bartomeu negou qualquer possibilidade da transação acontecer. A justificativa é a situação difícil dos clubes europeus para grandes investimentos neste momento por conta da pandemia do novo coronavírus. "Tal operação é improvável porque a situação de todos os clubes da Europa é muito difícil".

Outro assunto que tem deixado o dirigente preocupado é o VAR no Campeonato Espanhol. Para ele, tem havido erros na aplicação do árbitro de vídeo, especialmente em jogos do Real Madrid. "A aplicação do VAR não é totalmente justa desde o postCovid. Mas não digo isso porque digo. O mundo inteiro do futebol vê isso. Os árbitros precisam ser ajudados cada vez mais. Sou totalmente a favor do VAR porque espero que a justiça seja feita", disse.


Da assessoria


5 de Julho, 2020 - 18:55
Em jogo morno, Fluminense empata com Botafogo e está na final da Taça Rio

Fluminense e Botafogo fizeram um jogo sem muitas emoções na tarde deste domingo (5/7) no Engenhão. Melhor para o time tricolor, que garantiu vaga na final da Taça Rio com o empate sem gols. Por ter realizado melhor campanha na fase de grupos, o Fluminense tinha a vantagem do empate.

A final da Taça Rio será realizada entre Flamengo e Fluminense provavelmente na quarta-feira (8/7). O horário e o local ainda serão definidos pela 
Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Diferente das semifinais, o time de melhor campanha não tem a vantagem do empate na final. Por isso, em caso de empate no tempo normal, a decisão vai para os pênaltis

Antes da bola rolar, jogadores de Fluminense e Botafogo posaram juntos com uma faixa dizendo: “Respeitem nossa história”. Os dois clubes eram contrários a retomada do 
Campeonato Carioca neste momento.

Mesmo tendo a vantagem do empate, o Fluminense começou a partida em cima do Botafogo e assustou logo aos três minutos. Nenê cobrou falta na marca do pênalti e Nino desviou com muito perigo Gatito Fernández só acompanhou.

A resposta do Botafogo veio aos dez. Luiz Fernando cruzou rasteiro e a bola caiu nos pés de Luis Henrique, que dominou e mandou para fora. Na sequência, o time alvinegro criou mais duas boas oportunidades.

Aos 17, Pedro Raul recebeu de Danilo Barcelos e bateu para defesa de Muriel. O rebote voltou para o atacante, que mandou pela linha de fundo. Depois, Honda cruzou e Pedro Raul cabeceou. O goleiro tricolor desviou para escanteio.

Depois de muito tempo sem conseguir chegar com perigo, o Fluminense voltou a assustar aos 37 minutos em chute de Yago pela linha de fundo. Logo depois, Nenê cobrou falta e viu a bola passar raspando a trave de Gatito Fernández.

Na volta do intervalo, o Botafogo chegou logo aos sete minutos em finalização de Pedro Raul por cima do gol. Em uma das melhores oportunidades, Fred recebeu de Wellington Silva e chutou “mascado”. A bola passou perto da trave.

Precisando da vitória para se classificar, o Botafogo só não abriu o placar aos 26 minutos porque a finalização de Bruno Nazário explodiu na trave. Aos 30, Fred caiu no gramado parecendo sentir dores musculares e foi substituído por Evanilson.

Nos minutos finais, o Botafogo partiu com tudo para cima e o Fluminense passou a explorar o contra-ataque. Em um desses lances, Evanilson foi travado por Marcelo Benevenuto na hora do chute. Aos 45, o atacante tricolor cabeceou e Gatito Fernández espalmou para escanteio.

Na base do desespero, o Botafogo quase marcou no último lance. Muriel tirou de soco após cruzamento e a bola caiu nos pés de Rafael Navarro, que dominou e bateu para grande defesa do goleiro tricolor.


Fonte: Metropoles
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais