Publicidade:
15 de Setembro, 2020 - 14:10
Guedes: “Governo está quebrado e vai ficar dando aumento na aposentadoria?”

A pós receber bronca pública do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a hipótese de congelamento de aposentadorias e pensões, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender, nesta terça-feira (15/9), a desindexação, a desvinculação e a desobrigação dos gastos públicos.

pós receber bronca pública do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a hipótese de congelamento de aposentadorias e pensões, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender, nesta terça-feira (15/9), a desindexação, a desvinculação e a desobrigação dos gastos públicos.

Guedes contemporizou a proposta e disse, no entanto, que a equipe econômica não estava discutindo a ideia de congelar aposentadorias e pensões do INSS para criar o Renda Brasil. “Agora, é uma decisão política do presidente, e acabou esse assunto”, assinalou o ministro.

“O que está sendo discutido não é assaltar o pobre para dar aos paupérrimos. A emenda é muito mais ampla do que isso. Quem é eleito, é eleito para decidir onde serão gastos os recursos públicos, não ficar atrás dos orçamentos indexados onde não se controla”, frisou.


Fonte: Metropoles
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais