Publicidade:
26/07/2019
Agricultura de precisão melhora produtividade no campo
Com uma das maiores extensões territoriais do país, Mato Grosso aposta na tecnologia da Agricultura de Precisão (AP) para melhorar sua produtividade e garantir mais resultados no campo. O termo é usado para designar uma prática agrícola baseada na aplicação de uma série de recursos tecnológicos para transformar as lavouras em espaços mais precisos e controláveis.

Em Mato Grosso, a Ideal Agro plantou 59 mil hectares na safra 2018/2019 distribuídos entre os municípios de Nova Mutum, Paranatinga e Tangará da Serra. Incluindo o Piauí, o player de agronegócio semeou um total de 73.600 hectares de soja, milho, algodão, braquiária e estilosante, utilizando técnicas da Agricultura de Precisão que garantem alta qualidade em todos os processos, visando gerar um exame perfeito do solo.

Na prática, a Agricultura de Precisão executa uma coleta de solo georreferenciada e auditada por equipamentos de última geração, o que garante a melhor distribuição espacial dos pontos de coletas que serão responsáveis por representar a real condição da fertilidade do solo no momento de sua execução. Depois dessa primeira etapa, as amostras são destinadas para um laboratório, com recursos e tecnologias exclusivas de uma empresa responsável para realizar a melhor análise dos nutrientes do solo.

Depois de feito isso, são confeccionados os mapas de fertilidade com todos os elementos presentes no solo para sequencialmente ser interpretado pela equipe técnica que executa as recomendações, caso a caso, de forma específica para cada realidade e fazenda, levando em consideração também os recursos financeiros disponíveis para as operações de correção e construção da fertilidade do solo.

Após essas etapas, a empresa responsável pelo trabalho assegura o melhor uso dos insumos de forma estratégica, garantindo a lei do mínimo, não deixando nenhum elemento causar dano econômico em produtividade por sua falta e, consequente deficiência nutricional, o que gera falhas bioquímicas nos sistemas das plantas.

A nossa preocupação com o controle do ambiente produtivo é uma forma de colher melhores resultados no campo e obter uma qualidade maior dos nossos produtos.
Por: Ramiro Azambuja
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais