Publicidade:
4 de Outubro, 2019 - 15:56
Empresário obriga criança de 12 anos cavar própria cova

A Polícia Civil está investigando um boletim de ocorrência registrado por uma mulher que acusa o dono de um Thermas de obrigar um menino de 12 anos a cavar a própria cova, sob a mira de um revólver, após a criança supostamente ter destruído uma placa do seu estabelecimento. O caso ocorreu na última quarta-feira (02), no município de Juscimeira.

No documento policial consta que o acusado teria ligado para a sobrinha da denunciante e informado que o menino havia destruído a placa e exigia o pagamento. Ao chegar na residência, a mulher se deparou com o neto muito abalado.


A criança relatou que ele foi retirado pelo empresário de casa, sob mira de uma arma e levado até a propriedade, onde foi obrigado a cavar um buraco. "Começa a cavar sua cova, que eu vou te matar, cadê o meu dinheiro", diz trecho do B.O.


O suspeito ainda teria atirado para cima, momento que a criança correu para casa, escreveu uma carta para os familiares e fugiu, sendo localizado posteriormente.


Da redação

Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais