Publicidade:
21 de Novembro, 2019 - 09:43
Dupla é presa por matar mulher de forma cruel em MT

Dois dos quatro suspeitos de matarem Taís Souza Picitelli, de 30 anos, em maio do ano passado, foram presos nessa terça-feira (19), em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. As investigações duraram 18 meses.

A mulher foi morta a facadas e pedradas por quatro homens, entre eles esses dois presos, e o corpo dela foi deixado em uma construção abandonada no Bairro Jardim Paraíso, no município.

Segundo a polícia, um dos envolvidos teria oferecido 100 gramas de droga para que os demais envolvidos levassem Taís ao local do crime e o auxiliassem mo assassinato.

André Alves de Brito, 32 anos, e Alexandro Serafim Pereira, 34 anos, estavam com as prisões decretadas pela polícia.

Clênio Marques Cavalcante, 36, que responde por dois homicídios e duas tentativas de homicídio, foi preso pela Polícia Militar há alguns dias após tentar matar dois moradores de rua a facadas na região da rodoviária de Tangará da Serra. Ele já está preso.

Quarto suspeito do assassinato, Luciano Abraão foi morto em outubro de 2018, em frente a uma casa noturna, na Rua 26 no mês de outubro do ano passado.

De acordo com o investigador Lázaro Ribeiro, a Polícia Civil chegou até os suspeitos após muita investigação. A motivação do crime, que foi premeditado, teria sido em função de que Taís teria denunciado os envolvidos. Todos eram usuários de drogas e se reuniam no local para o consumo de entorpecentes.

Segundo o policial, no dia do crime, dois dos envolvidos estavam em uma feira, acompanhados de Taís e a levaram até o local onde o assassinato foi cometido.


Fonte: G1MT
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais