Publicidade:
14 de Agosto, 2020 - 18:44
Teis se movimenta por aposentadoria e deixa Botelho mais perto de vaga no TCE

 O conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE ), Waldir Teis, 66 anos, protocolou junto ao órgão nesta sexta (14), pedido de averbação do tempo de contribuição expedida pelo INSS. Isso indica movimentação para ingresso do pedido de aposentadoria.

Com a aposentadoria de Waldir Teis, a Assembleia indicará um novo conselheiro. O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM),  é o mais cotado para ocupar a cadeira e abriu mão de disputar a Prefeitura de Cuiabá para  se articular pela vaga.

Waldir Teis é um dos cinco conselheiros do TCE afastados desde setembro de 2017 pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, no âmbito da Operação Malebolge. Os outros são Sérgio Ricardo, Valter Albano, Antônio Joaquim e José Carlos Novelli.

Em delação premiada, o ex-governador Silval Barbosa acusa o grupo de participação em esquema que movimentou R$ 53 milhões em propina em troca de pareceres favoráveis e não colocar obstáculos ao  andamento das obras da Copa do Mundo de 2014.

No mês de junho, Waldir Teis foi alvo da 16ª fase da Operação Ararath. A Polícia Federal fez buscas e apreensão  em seu apartamento e escritório. Na ocasião, o conselheiro afastado  foi flagrado por um agente da PF descendo 16 andares, pela escadaria, para tentar descartar folhas de cheque em um cesto de lixo.

Por conta disso, chegou a ser preso no Centro de Custódia da Capital (CCC) por 34 dias. Foi colocado em liberdade provisória por decisão do presidente do STF Dias Toffoli mediante cautelares que incluem   recolhimento noturno e também proibição de acesso às dependências do TCE.


Fonte: RDNews
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais