Publicidade:
14 de Setembro, 2020 - 19:53
“Se tiver vergonha na cara, Emanuel não é candidato”, diz Mendes

O governador do Estado Mauro Mendes (DEM) afirmou, na tarde desta segunda-feira (14), que se o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) tiver “vergonha na cara” não sairá à reeleição.

Mendes foi questionado, durante coletiva de imprensa, sobre a possibilidade de o emedebista não tentar um segundo mandato.

“Posso falar o que eu penso? Se tiver vergonha na cara, não é candidato. Porque ter o que têm [contra ele] por aí... Como dizia meu amigo presidente Bolsonaro: ‘As verdades têm que ser ditas’”, alfinetou o governador.

Os boatos sobre a desistência de Emanuel ganharam força após a decisão da Justiça Federal de Mato Grosso, que o tornou réu por corrupção passiva e associação na ação que apura o pagamento de “mensalinho” durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa.

Na ação está anexado o vídeo em que o Emanuel, enquanto deputado estadual, aparece recebendo maços de dinheiro – supostamente de propina – do então chefe de gabinete de Silval, Silvio Correa, em dezembro de 2017.

Convenção do MDB

A convenção do MDB, que deve chancelar o nome do Pinheiro a disputa ao Palácio do Alencastro, está agendada para ocorrer na tarde desta terça-feira (15).

No entanto, até o momento o emedebista ainda não decidiu sobre sua candidatura.

Fonte: midia news
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais