Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 24 de Agosto de 2017
Pesquisar no site
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 19:29
Silval denuncia 2 deputados de tentar extorsão de R$ 15 milhões em CPI

Em depoimento a Procuradoria Geral da República, o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) acusou o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) de tentar extorqui-lo em R$ 15 milhões para não indiciá-lo na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investigou fraudes e desvios nas obras relacionadas a Copa do Mundo de 2014. A revelação foi divulgada pelo programa MTTV Segunda Edicação, exibido pela TV Centro América e afiliada da Rede Globo em Mato Grosso.

De acordo com Silval, o ex-prefeito de Nobres, Devair Valim, o procurou em 2015 falando em nome do então presidente da CPI. "Devair pediu R$ 15 milhões para que a CPI não andasse", declarou o ex-governador, ao acrescentar que após outros encontros o valor caiu para R$ 10 milhões.

Silval detalhou que se encontrou com Oscar Bezerra num estacionamento de supermercado, em Cuiabá. Nesta conversa, o parlamentar teria insistido na propina para "salvar"" o ex-governador de ser responsabilizado na CPI.

Conforme Silval, Oscar lhe repassou os dados de uma conta de uma factoring. Ele disse ter repassado R$ 200 mil, mas não honrou com o restante do valor, pois acabou sendo preso em setembro de 2015 na primeira fase da "Operação Sodoma".

Silval declarou que tem provas para garantir o pagamento de propina e as provas já teriam sido entregues a PGR. A CPI começou em 2015 e demorou dois anos para ser concluída.

Ao todo, foram gastos mais de R$ 3 milhões dos cofres públicos na investigação. O relatório concluiu que foram desviados R$ 541 milhões dos cofres públicos do Estado e pediu o indiciamento de 96 agentes públicos, 16 dirigentes de empresas e de sete consórcios, dois ex-secretários da Copa e o próprio Silval e o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Geraldo Riva.

OUTRO DEPUTADO

Um outro parlamentar que fazia parte da comissão chegou a procurar o filho de Silval, o médico e empresário Rodrigo Barbosa, para resolver a questão da CPI. No entanto, o nome do parlamentar não teve divulgação.

Oscar Bezerra não se posicionou sobre a denúncia. Já Devair Valim não foi encontrado.


Fonte: folha max
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 18:02
Teto de gastos chega à AL e vai gerar alívio de R$ 1,3 bilhão em dois anos

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Teto de Gastos estaduais foi encaminhada para a Assembleia Legislativa (AL), na manhã desta quarta-feira (23), pelo secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho. A Assembleia deve aprovar a medida até o dia 30 de novembro deste ano, para que a Secretária de Estado de Fazenda (Sefaz) possa aderir ao plano de recuperação fiscal dos estados, implantada pela Lei Complementar 156/2016.

Com a medida, o Estado não precisará pagar dívidas com a União, o que vai gerar  um alívio financeiro ao erário estadual de R$ 1,3 bilhão, nos próximos dois anos. Adolpho explicou também que a proposta não reduz o duodécimo e nem os salários, mas que impõe um teto para o crescimento das despesas primárias. Ainda segundo o secretário, todos os Poderes estão conscientes da necessidade do projeto.

"A equipe econômica se reuniu com a equipe de planejamento e orçamento do TJ. Não vou falar para vocês que está 100% arredondado, mas chegamos muito próximo de um do entendimento [com os Poderes e órgãos independentes]. Logicamente que, aqui nessa Casa é onde vai acabar se arredondando tudo isso aí", destacou o secretário, durante a entrega da peça.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), será criada uma comissão especial na Casa, com cinco deputados estaduais. Além disso, nesta comissão também devem participar representantes dos Poderes e do Poder Executivo. "Nós não vamos fazer nada aqui, sem ouvir o governo, sem que ele participe das discussões", afirmou o presidente.

Ainda de acordo com Botelho, não existe uma data para que o projeto seja colocado em pauta e aprovado. O presidente disse também que o governador, Pedro Taques (PSDB), não pediu para que a votação fosse realizada "à toque de caixa". "Pediu para que se fizesse as discussões e aprovar. É importante para o Estado, nós precisamos dessa PEC, para que o Estado possa ter melhores condições no próximo ano", finalizou Eduardo Botelho.

CONSELHO DE GOVERNANÇA

Conforme o texto da PEC, será criado um Conselho de Governança Fiscal, composto pelo governador do Estado, pelos presidentes da Assembleia, do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Contas e também pelo procurador-geral de Justiça (MPE), e pelo defensor público-geral. O grupo deverá se reunir no terceiro ano de vigência da PEC, para propor alterações no método de correção dos limites dos gastos. 

VEDAÇÕES DO REGIME FISCAL

Durante o período de vigência da PEC, o Poder Executivo fica proibido de aumento de salário, reformas de plano de carreiras  e criação de cargos. Os concursos públicos só serão permitidos se forem pra substituir contratos temporários e repor profissionais em cargos declarados vagos. Criação ou aumento de auxílios, bonus, abonos e verbas de representação também são medidas vedadas pela proposta. 


Fonte: hiper noticias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 16:53
Deputado acusa afiliada da Globo de 'chantagem' contra o Governo

O deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) “detonou” a TV Centro América (afiliada da Rede Globo) nesta quarta-feira (23) após veiculação de reportagens críticas à gestão Pedro Taques (PSDB). Segundo ele, a emissora vem pressionando o Governo do Estado em razão do “corte” de verbas publicitárias do Poder Público à empresa.

Na noite da última terça-feira (22), o MTTV 2ª Edição levou uma matéria que dizia que o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) negociava um “investimento” na campanha de Taques ao Palácio Paiaguás, em 2014. Em troca, Taques teria se comprometido em “não ir a fundo” em investigações contra corrupção em seu governo.

“Tem uma emissora que foi cortada o contrato do Gcom. Não está sendo repassado dinheiro para a emissora e consequentemente começou um bombardeio constante ao Governo”, disse o deputado.

Outra reportagem da emissora aponta que o secretário do Gabinete de Comunicação (GCOM), Kleber Lima é investigado por suposta utilização da máquina pública para deixar o governador em evidência em matérias elaboradas pelo próprio governo e que não teriam relação com Pedro Taques.

Bezerra falou que, caso confirmada, a prática se revela uma “chantagem” e questiona a prática do jornalismo por parte da emissora. “Essa é a forma de se fazer jornalismo? Nós precisamos avaliar essa questão também, porque muitas vezes a chantagem pode ser instrumento para arrancar dinheiro público”, disparou o deputado estadual.

Em relação a denúncia contra o secretário de Comunicação, o parlamentar colocou que também só foi veiculada em virtude da ausência da verba de publicidade. “Pode até ter veracidade, até porque teve áudio, o secretário falando, cobrando que os funcionários trabalhassem na questão daquele caso isolado. Mas trazer a publicidade dá-se uma impressão de que agora, nessa reta final, em função da ausência do pagamento que era acostumado ter, começou a intensificar um pouco mais”


Fonte: folha max
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 13:58
Dilmar defende Taques e Allan cogita CPI e afastamento do governador

O líder do governo na Assembleia Legislativa deputado estadual Dilmar Dal“ Bosco (DEM), saiu em defesa do governador Pedro Taques (PSDB) e afirmou que não acredita que o tucano tenha feito negócios com o ex-governador Silval Barbosa (PMDB). A oposição porém, acredita que provas devem vir a tona nos próximos dias e não descarta providências mais bruscas do Parlamento caso seja provada a delação do peemedebista.

"Delação virou moda, é muito fácil jogar pedra na vidraça dos outros. Mas o governador já se defendeu e eu acredito na posição dele. Mas é preciso ser investigado porque as vezes acusam e não tem provas contra a pessoa", disse o parlamentar.

Já o deputado estadual Allan Kardec (PT) afirmou que a relação entre Taques e Silval na campanha de 2014, não era segredo nos bastidores. O parlamentar fazia parte do grupo adversário ao tucano que tinha como candidato o ex-vereador Lúdio Cabral (PT).

"Não recebemos com surpresa essa relação. Quem trabalhou na campanha sabe que Silval não fez esforço para apoiar o grupo do Lúdio mesmo tendo a Teté Bezerra que é do PMDB como vice. Agora estamos na expectativa que além da delação apareçam provas para que Assembleia Legislativa possa tomar as devidas providências, como CPI, afastamento".


Fonte: Gazeta Digital
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 10:53
Audiência pública vai debater a importância dos bancos públicos para o Brasil

Já não é de hoje que se ouve falar da crise que envolve os bancos públicos brasileiros. Fantasmas como o fechamento de agências – que tem ocorrido em massa Brasil a fora - e o consequente desemprego que isso acarreta, ou ainda a privatização sugerida por diversos governos nos últimos anos, provocam um questionamento: qual a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento do Brasil? No olho do furacão estão o Banco do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia, BNDS e Banco de Brasília (BRB).

Segundo o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro (SEEB), em Mato Grosso, "o atual governo (Michel Temer) está impondo uma série de medidas restritivas que precarizam o atendimento à população". "Várias agências foram fechadas, principalmente do Banco do Brasil, que cumpre papel fundamental no financiamento da agricultura familiar, e da CAIXA que através do FGTS financia obras de infraestrutura nos municípios, além de fomentar a habitação e a construção civil. Essa discussão envolve toda a sociedade e precisa ser feita", alerta Clodoaldo Barbosa.

A audiência foi requerida pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT) e está marcada para a próxima quinta-feira (24), às 19h, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. "Não podemos nos calar diante deste atropelo administrativo. Sabemos que em muitas cidades não existem agências de bancos privados e são o BB e a Caixa que administram o fluxo financeiro. Através destes bancos, Estado e prefeituras realizam suas operações como pagamentos de salários para os servidores, abertura de linhas de crédito e recebimento de impostos e taxas públicas. Não podemos permitir o fechamento destes bancos", disse o deputado.

"A mobilização social vai mostrar ao governo federal que país queremos. Audiências públicas são ferramentas fundamentais para fomentar a discussão e apontar saídas para o desenvolvimento. Por isso, conclamo toda população mato-grossense, em especial servidores destes bancos e representantes do poder público, em todas as esferas, para lotarem o auditório Milton Figueiredo, na Al, amanhã (23) neste importante debate. O resultado da discussão será encaminhado à presidência destes bancos e ao governo federal a fim de que medidas protetivas sejam tomadas e esta situação possa ser revertida em favor da sociedade", concluiu o deputado Valdir Barranco.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 09:53
Leitão estranha não ter sido enviado ao STF investigações do esquema da Seduc

O deputado federal Nilson Leitão (PSDB), por meio de nota, negou encontro com o empresário Alan Malouf e com o engenheiro eletricista, Edézio Ferreira da Silva. Ambos investigados na suposta fraudes na SEDUC/MT, por meio da Operação Rêmora, deflagrada pelo Gaeco.

De acordo com a nota, o deputado afirmou ter conhecimento do caso somente pela imprensa mato-grossense, segundo ele, também recebeu com estranheza a notícia de ter seu nome citado e questionou o caso não ter sido enviado para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Nilson leitão é apontado no depoimento do empresário Alan Malouf, à Juíza Selma Arruda, da Sétima Vara Criminal em Cuiabá, como um dos beneficiários do esquema de propina na Secretaria de Estado de Educação (SEDUC).

No início do mês de junho, data do primeiro depoimento de Alan Malouf, também por meio de nota, o deputado já havia negado envolvimento no esquema da Seduc, e afirmou que as acusações do empresário não tinham relação com a verdade.

Confira a nota na integra

A respeito dos fatos noticiados, o Dep. Federal NILSON LEITÃO, tem a informar:

1. Que tomou conhecimento dos fatos hoje noticiados, por intermédio das notícias veiculadas por sites mato-grossenses;

2. Que jamais teve qualquer tipo de encontro ou tratativa com sr. Alan Malouf ou sr. Edézio, atinentes assuntos relativos a SEDUC;

3. Reafirma, que todos os fatos envolvendo a SEDUC, seu conhecimento se deu via imprensa

4. Que novamente recebeu com estranheza a notícia, posto que, se seu nome foi citado, imediatamente, deveria ter sido enviado os autos para o STF;

5. Espera que o mais rapidamente possível, sejam esclarecidos os fatos.


Fonte: VG Notícias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Agosto, 2017 - 09:05
PL proíbe cobrança de taxa por emissão de carnê ou de boleto bancário

Tramita na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso o Projeto de Lei 401/2017, do deputado estadual Jajah Neves (PSDB), que proíbe a cobrança de taxa referente à emissão de carnê ou de boleto bancário em Mato Grosso. Conforme a matéria, a vedação atinge instituições bancárias, imobiliárias, instituições de ensino, academias, clubes, condomínios, empresas de água, luz, telefone e empresas comerciais em geral.

Segundo a justificativa do tucano, o Projeto de Lei tem por finalidade proibir a cobrança de despesas bancarias tais como a emissão de carnê ou boleto bancário, abertura de crédito, aprovação de cadastro, serviços de terceiros e registro de contrato.

“Nada mais justo e merecedor que os contribuintes mato-grossenses sejam desonerados das cobranças de taxa por emissão de carnês ou boletos, pois, ao considerarmos os recursos financeiros desembolsados por uma família durante o ano, veremos que se trata de um valor considerável”, afirma o deputado.

Também de acordo com a justificativa ao PL, a proposta pretende eliminar esse tipo de cobrança que parece totalmente descabido, haja vista que o consumidor não pode responder por quaisquer ônus decorrentes da contratação de serviços de terceiros não previstos no orçamento prévio.

“Pretendo com esse Projeto atender ao interesse público e ao bem-estar coletivo, somando-se com a capacidade residual do Estado de regular Leis, de acordo com a Constituição Federal”, explica Jajah.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
POLÊMICA:
     
22 de Agosto, 2017 - 19:20
Em delação, ex-governador de MT diz ter feito acordo com Taques em 2014 sob orientação de Maggi

A pesar de pertenceram a grupos políticos adversários na campanha de 2014, o ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), e o atual governador, Pedro Taques (PSDB), fizeram, nos bastidores, um acordo na campanha de 2014, visando a eleição de Taques. Barbosa fez um acordo de delação premiada, que já foi homologado pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF). Taques diz, em nota, que não tem conhecimento sobre o teor da delação e que irá se manifestar assim que o tiver.

Silval disse ter sido orientado pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PR), e pelo ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), a se aproximar de Taques, então senador da República e à época candidato ao governo do estado.

Em nota, Blairo Maggi negou ter participado de qualquer reunião política com Silval Barbosa, Mauro Mendes e Pedro Taques. "Se houve qualquer encontro ou se existia algum interesse em acordos de proteção, foi por parte do próprio Silval Barbosa, uma vez que ele era o governador a época", diz, em trecho do documento. A reportagem não conseguiu contato com Mauro Mendes até a publicação desta matéria.

Segundo Silval Barbosa, a proposta era simples, mas muito importante para os interesses dos dois. Ele não deveria investir na campanha de Lúdio Cabral (PT), adversário de Taques na disputa ao governo e candidato do grupo político de Silval. Inclusive, a vice da chapa, Teté Bezerra, era do PMDB.

Na delação, Silval Barbosa disse que concordou com a proposta, mas exigiu que Taques assumisse esse compromisso de não investigá-lo. Desse modo, ele participou de uma reunião na casa de Mauro Mendes com a participação de Blairo Maggi e de Pedro Taques.

Ainda segundo Silval, nessa reunião, Taques teria reforçado que se ele não investisse na campanha de Lúdio, não iria ficar remexendo nos erros cometidos nas gestões anteriores, caso fosse eleito.

Além disso, durante a campanha eleitoral, Taques teria reclamado sobre a atuação de secretários de governo em favor da candidatura de Lúdio.

O ex-governador também disse na delação que recebeu um pedido de Mauro Mendes para doar R$ 20 milhões para a campanha de Taques. Essa doação seria uma garantia de que, caso eleito, o governador “não olharia no retrosivor”, ou seja, não investigaria as ações de Silval Barbosa.

Tempos depois, ainda segundo o delator, Mauro Mendes deixou a coordenação financeira da campanha de Taques e o cargo passou a ser ocupado pelo empresário Alan Malouf, com quem silval declarou ter mantido conversas sobre a campanha de Taques.

O governador nega que Alan Malouf tenha trabalhado na campanha dele. Porém, o empresário declarou à Justiça que além de ter atuado como coordenador financeiro, ainda pagou R$ 2 milhões de dívidas não declaradas, ou seja, caixa dois, na campanha.

"Diante dos fatos apresentados, Alan Malouf esclarece que participou sim, ativamente da campanha do governador Pedro Taques, inclusive captando recursos financeiros, conforme já mencionado perante a justiça de Mato Grosso e serão oportunamente detalhados", diz, em nota divulgada pela defesa dele.

Alan Malouf reforçou em nota que vai falar sobre as inúmeras reuniões que participou durante a campanha de pedro taques, em momento oportuno à Procuradoria-Geral da República (PGR).


Fonte: G1MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
22 de Agosto, 2017 - 17:17
Medeiros oficializa saída do PSD rumo ao Podemos

O senador José Medeiros, na tarde desta terça-feira, 22 de agosto de 2017, assinou ficha de filiação do Podemos, reafirmando seu compromisso com o Brasil e o estado de Mato Grosso.

"Os princípios continuam os mesmos, mas estou pronto para viver novas histórias. São vinte anos de militância política, e chegou a hora de mudar! Essa transição está acontecendo gradativamente. Desde o dia em que cheguei ao Senado da República tenho me esforçado para que o povo brasileiro retome o caminho da esperança. Hoje, a minha caminhada ganha um novo ciclo e o Podemos abre suas portas para que eu possa continuar a trabalhar em favor do Brasil e do meu querido estado de Mato Grosso. Queremos um amanhã muito melhor que hoje e isso nós Podemos!".  

O senador Álvaro Dias deu as boas-vindas ao senador. "José Medeiros é uma grata surpresa para todos nós que convivemos com sua presença diariamente no Senado Federal. É um homem ético, com senso de responsabilidade e muita vontade de trabalhar em favor do sofrido povo brasileiro. Mato Grosso tem um excelente senador que o representa. Seja muito bem-vindo, senador Medeiros".

A presidente nacional do Podemos, deputada Renata Abreu, afirmou que Mato Grosso, em 2018, terá o partido participando das eleições. "Medeiros representa a renovação na política. Medeiros trabalha dia e noite para honrar Mato Grosso. Por tudo o que representa para o Brasil e para o estado, no Podemos, ele poderá ser julgado pelos mato-grossenses e, se Deus quiser, continuar sua trajetória de lutas por dias melhores", enfatizou.


Fonte: GazetaMT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
22 de Agosto, 2017 - 14:26
Silval revela que deputado bancou reforma de pousada com propina da Arena Pantanal

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) revelou que recebeu uma propina de cerca de R$ 300 mil da empresa Canal Livre S/A, responsável pela implantação dos serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da Arena Pantanal. O dinheiro teria sido repassado por meio do deputado estadual Romoaldo Júnior (PMDB), que teria pago parte da propina também por meio da reforma da Pousada Cristalino, de propriedade de Silval e que foi vendida pelo próprio deputado estadual em 2003.

A informação está presente no acordo de colaboração premiada feito pelo ex-governador à Procuradoria-Geral da República (PGR). Segundo ele, a Canal Livre pagava propina diretamente a Romoaldo Junior, que fez um acordo com Sival para se comprometer a “priorizar os pagamentos a empresa”. Em troca, Silval recebeu parte dos recursos repassados ao parlamentar.

A parte de Silval da propina, segundo o próprio ex-governador, foi o pagamento da reforma da pousada.  

O deputado Romoaldo Junior confirmou a venda da pousada a Silval Barbosa. No entanto, disse “desconhecer” a origem dos recursos que foram utilizados para reforma do empreendimento. "O deputado estadual Romoaldo Júnior desconhece a origem dos recursos que custearam a reforma solicitada pelo ex-governador, uma vez que as despesas da obra eram bancadas pelo delator e ex-governador Silval Barbosa”, disse Romoaldo Júnior.

PROPINA DA ARENA

Nesta segunda-feira, a Rede Globo divulgou que o ex-governador confessou ter recebido propina na obra da Arena Pantanal. Segundo a reportagem, a própria construção da Arena Pantanal também teria sido utilizada para obtenção de propina.

O ex-governador afirmou que antes do início da implantação do estádio, em 2010, o então de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), Eder de Moraes, procurou a Mendes Junior, construtura responsável pela obra, exigindo propina de 3% sobre o valor do negócio – orçado inicialmente em R$ 400 milhões -, e que os recursos seriam pagos a cada etapa finalizada. Em 2011, Eder de Moraes assumiu a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa-MT), cargo que ocupou por um ano até ser substituído por Maurício Guimarães. No entanto, de acordo com a reportagem, o esquema perdurou mesmo com a saída de Moraes.


Fonte: folha max
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player