Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 24 de Fevereiro de 2017
Pesquisar no site
Política
     
23 de Fevereiro, 2017 - 19:23
Taques garante continuidade dos repasses para a construção do novo Pronto-Socorro de Cuiabá

O governador Pedro Taques recebeu nesta quinta-feira (23), no Palácio Paiaguás, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, para discutir ações e investimentos nas áreas de saúde, turismo lazer. Na oportunidade, o governador assegurou que continuará fazendo os repasses destinados às obras de construção do novo hospital e pronto-socorro de Cuiabá, em parceria com o município.

“Estamos trabalhando juntos pelo bem de Cuiabá e pelo bem da população cuiabana. Há 31 anos não se construía um hospital público na cidade. Nós precisamos fazer um cronograma de desembolso do Estado, para que no mês de janeiro ou fevereiro do ano que vem tenhamos a obra física, pois Mato Grosso precisa deste hospital”, afirmou o governador.

Taques falou também sobre a realização de parcerias para a manutenção de parques públicos e preparação da cidade para os 300 anos. Para este sábado (25), o governador e o prefeito agendaram uma visita a um dos parques localizado em uma unidade ambiental de Cuiabá para verificar in loco o funcionamento e viabilizar mais apoio.

O novo pronto-socorro está sendo construído em um terreno de 20 hectares no bairro Ribeirão do Lipa e contará com 320 leitos. O novo hospital será dividido em três setores, com leitos, centro de diagnósticos e centro ambulatorial. A unidade terá acessos pela Avenida Miguel Sutil e pelo bairro Despraiado e também deverá contar com 444 vagas de estacionamento e um heliponto.

“Quero agradecer ao governador Pedro Taques, pela receptividade e pela disposição em manter acesa a chama do pacto por Cuiabá. É Um momento único na história da Capital e vamos nos unir, independente de qualquer conotação política ou partido, para manter essa parceria constante e continuar investindo na qualidade de vida da população cuiabana”, pontuou o prefeito Emanuel Pinheiro.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Fevereiro, 2017 - 19:02
Thelma avalia que prefeito de Campo Verde é 'antiético' e exige respeito

A prefeita de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira, foi surpreendida esta semana com a entrada do prefeito de Campo Verde na Mata Grande, antes que a polêmica sobre a lei que determina novos limites para os municípios seja resolvida.

Na opinião da prefeita, ele foi desrespeitoso e antiético ao fazer reuniões na comunidade sem ter pelo menos entrado em contato com ela. A situação ainda não foi definida e é necessária uma transição, já que Chapada tem escola, posto de saúde e funcionários trabalhando na comunidade.

Chapada dos Guimarães perdeu 15 mil hectares na região da Mata Grande, onde mantém estrutura de atendimento na saúde e educação. A região foi abandonada pela gestão anterior e a comunidade carece de melhor assistência.

No entanto, o plano de governo da nova gestão contempla e pretende dar maior atenção a zona rural do município.A Secretaria de Planejamento do Estado está reunindo todos os prefeitos envolvidos para tratar do assunto, mas parece que o prefeito de Campo Verde decidiu se adiantar e tomar posse da comunidade, antes mesmo de entrarem em acordo.

A prefeita não acha justo perder território, sem a oportunidade de corrigir e ajustar o rumo das ações do poder público nas comunidades carentes do interior. Por isso, Thelma de Oliveira lamenta a atitude do prefeito de Campo Verde e destaca que é necessário fazer pelo menos uma transição.

Chapada dos Guimarães, além de lutar na justiça para recuperar essa área, não vai abrir mão de ser ressarcida pelos prejuízos que essa nova divisão representa para o município em termos de arrecadação e equipamentos.


Fonte: Gazeta Digital
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Fevereiro, 2017 - 15:52
Medeiros critica intermediação da Caixa em convênios com municípios

Durante pronunciamento, ocorrido na manhã desta quinta-feira (23.02), o senador José Medeiros (PSD-MT) reclamou da burocracia e do atraso nos repasses de verbas aos municípios. Ele fez duras críticas à atuação da Caixa Econômica Federal (CEF), que em muitos casos é a instituição responsável pelo repasse de verbas para as cidades brasileiras.

José Medeiros afirmou que prefeitos do estado de Mato Grosso, que ele tem recebido em seu gabinete, tem reclamado da Caixa. Segundo ele, houve até quem disse estar disposto a abrir mão de convênios que tivesse a participação da CEF, diante do gasto de tempo e de recursos “para satisfazer as filigranas” da instituição. “Os prefeitos já são fiscalizados microscopicamente por todos os órgãos e tribunais. Nós precisamos ganhar a guerra contra o papel”, destacou.

Da tribuna, José Medeiros também cobrou punição rigorosa a mandatários que fazem mau uso do dinheiro público. “Sou totalmente a favor de fiscalizações. Não sou a favor dos excessos. É preciso deixar os órgãos fiscalizadores fiscalizar e quem for pego trabalhando contra a sociedade que seja punido, que seja preso, se for o caso, mas não vamos prejudicar a sociedade, a população”, sustentou.

Infraestrutura – Ontem (22.02), durante discurso, José Medeiros voltou a defender mais investimentos em infraestrutura de transporte em Mato Grosso, estado que se destaca pela produção agrícola. Segundo disse, devido à falta de interligação dos diversos modais de transporte no estado e, por consequência, do elevado custo do frete, o agronegócio brasileiro, responsável por 25% da balança comercial do país, perde competitividade no mercado internacional.

As dificuldades, acrescentou o senador, também passam por entraves legais na área ambiental e por dificuldades de construção em regiões onde estão localizadas reservas indígenas. Ele acredita que essa burocracia atrasa os investimentos e encarece os projetos de infraestrutura de transporte. “Essa é a realidade que nós temos hoje. E, com isso, quem quer investir no país vai começando ‘a se encher’ dessas coisas e fala: Quer saber de uma coisa? Eu vou para o Paraguai”, afirmou.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Fevereiro, 2017 - 11:00
Deputado fala da força dos vereadores de MT ao parabenizar novo presidente da UCMMAT

Após o termino da apuração de votos, o presidente estadual do PP, deputado federal Ezequiel Fonseca usou as redes sociais para parabenizar o presidente eleito, vereador Rafael Piovezan (PP), e nova mesa diretoria, pela vitória frente à União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT).

O parlamentar falou da importância da ampla participação dos vereadores de diversos partidos políticos na eleição, realizada na tarde desta quinta-feira (22), na capital Cuiabá.

"Além do vereador Rafael do município de Acorizal, quero parabenizar todos os vereadores que participaram deste momento democrático, esse trabalho demonstra mais uma vez a força política da entidade, que essa nova diretoria tenha êxito e, que faça uma boa administração, contando também com o apoio de toda bancada federal do Estado", declarou Fonseca.

Ezequiel Fonseca agradeceu também todos os vereadores, independente de partido, que acreditaram na proposta do vereador progressista. "Agradeço todos os vereadores que receberam a visita do Rafael e apoiaram sua proposta, foi um trabalho democrático e intrapartidário em beneficio da entidade e dos legisladores", disse ele.

Duas chapas disputaram a presidência da instituição, foram elas, Chapa 01 encabeçada pelo vereador Dirceu Zanatta (PMDB) de Sorriso, na qual obteve 217 votos e, a Chapa 02, eleita com 583 votos e, sob a presidência do vereador Rafael Piovezan (PP) do município de Acorizal. A nova mesa diretora comandará a UCMMAT em 2017 e 2018.

Em sua campanha, Rafael Piovezan foi enfático ao citar o abandono da instituição, frisando a necessidade de fazer com que a UCMMAT volte a ser ativa nas discussões políticas do Estado, voltando a ser uma engrenagem administrativa eficiente e, principalmente com respaldo.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Fevereiro, 2017 - 10:05
Audiência na AL vai debater ampliação das rádios comunitárias em MT

Com o objetivo de ampliar a presença das rádios comunitárias em Mato Grosso, o deputado Valdir Barranco (PT) requereu a realização de audiência pública para debater o assunto. O evento será no dia 16 de março, às 14h30, no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa.

O parlamentar pontuou que as rádios comunitárias são um importante instrumento de comunicação que garante o acesso à informação para diversas comunidades. “Comunicação é condição para empoderar a população excluída, permitindo que ela conheça direitos, conquistas e passe a lutar pela defesa dos mesmos”, disse.

Barranco destaca que as rádios comunitárias engrandecem as populações locais, disseminam a cultura de raiz, integram a vida em comunidade e fazem crescer as possibilidades de melhoria do conhecimento dos cidadãos frente às políticas públicas.

Para a audiência pública, estarão presentes representantes do Ministério das Comunicações, Associação de Rádios Comunitárias, profissionais de comunicação, representantes de comunidades e parlamentares.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
23 de Fevereiro, 2017 - 09:24
MPE investiga déficit de R$ 5 mi no Sanear deixado pela Gestão Percival

Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Rondonópolis instaurou um inquérito civil para apurar denúncia da nova diretoria do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear), de que a gestão anterior da autarquia deixou restos a pagar de cerca de R$ 5 milhões.

Diante dos fatos relatados, o Ministério Público do Estado (MPE) quer saber se houve má administração dos recursos públicos ou ainda dano ao erário. Para isso, a nova diretoria tem 15 dias para encaminhar todos os documentos que comprovem os restos a pagar deixados no exercício de 2016.

Além disso, o MPE solicita ao Sanear cópia do orçamento para o exercício de 2016, explicitando as receitas recebidas pela autarquia e a arrecadação realizada, bem como se houve excesso de arrecadação ou recebimento de recursos do município.

O Sanear deve informar ainda o número do processo protocolado no Tribunal de Contas do Estado (TCE) a respeito do déficit financeiro deixado no final do exercício de 2016, na gestão do ex-prefeito Percival Muniz (PPS). A autarquia é responsável pela gestão do abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e controle de resíduos sólidos do município. Ao longo dos anos vem recebendo altos valores de investimentos do PAC do governo federal.

Orçamento

Na última gestão (2013 a 2016), elevou o tratamento de esgoto de 26% a pouco mais de 80%, além de aumentar a distribuição de água na cidade, diminuindo a falta que era constante na maioria dos bairros.

Conforme o secretário municipal de Planejamento, Ronivalter de Souza, o orçamento do Sanear para 2017 é o terceiro maior do município com R$ 102 milhões, ficando atrás somente de Saúde e Educação, nesta ordem. Entretanto, os valores direcionados ao Sanear tendem a aumentar em função de abertura de créditos suplementares e especiais ao longo do ano.

Somente na sessão da Câmara dessa quarta (22) foram aprovados um crédito suplementar do PAC de R$ 5 milhões, dois créditos suplementares do Programa de Saneamento para todos no valor de R$ 1,1 milhão e R$ 2,5 milhões e três do PAC nos valores de R$ 22,5 milhões, R$ 17,5 milhões e 1,7 milhão.


Fonte: RDNews
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
22 de Fevereiro, 2017 - 20:08
Rosana discute projetos de governo com empresários de Sinop

A prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), apresentou aos empresários da cidade, os projetos da administração municipal voltados à economia, agricultura e turismo.

Durante evento promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Sinop (Aces), nesta terça-feira (21), a prefeita e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Daniel Brolese, conversaram com os empresários, ouviram sugestões, sanaram dúvidas e abordaram sobre os planejamentos para fomentar o setor na cidade

"Gosto de estar aqui, me sinto em casa, conversar com vocês [empresários] é importante, pois é uma troca de experiências. Somos Sinop, temos que ver o que é bom para a nossa cidade e promover as ações necessárias para continuar o desenvolvimento do nosso município", afirmou Rosana Martinelli.

A prefeita abordou sobre a economia da cidade, atração de novas empresas, novo plano diretor, aeroporto municipal, terminal rodoviário, agricultura, turismo, sobre a situação dos vendedores ambulantes e da infraestrutura com a Ferrogrão, que vai ligar Sinop a Miritituba (PA) por meio da ferrovia.

O secretário de Desenvolvimento Econômico ressaltou o diálogo junto ao empresariado, mostrando os planejamentos e as ações já realizadas pela pasta. "Já fizemos o plantio de 6 mil mudas no projeto Arboriza Sinop, também queremos atrair novas indústrias pontuais, mas dando melhores condições às empresas já existentes. Na agricultura, é importante profissionalizar o produtor, com assistência técnica desde a base", argumentou.

Presidente da Aces, Marlon Pavanello, agradeceu a presença da prefeita e do secretário para estarem abertos ao diálogo com a entidade. "É importante esse contato, a transparência da administração. Essa é a função da Aces, da CDL, das entidades, somos a voz e ouvidos das empresas. Espero que você [Rosana Martinelli] venha sempre trazendo boas notícias. Somos parceiros, não queremos só fazer críticas, mas propor soluções".


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
22 de Fevereiro, 2017 - 20:04
CST realiza reunião para debater conflito agrário em Itanhangá

Será realizada nesta quinta-feira (23), às 14h, na sala de videoconferência da Assembleia Legislativa, a segunda reunião da câmara setorial temática (CST) criada para discutir e propor soluções para regularização fundiária do assentamento “Tapurah/Itanhangá”, no município de Itanhangá (453 km ao norte de Cuiabá).

De acordo com o presidente da CST, advogado Tabajara Aguilar Praeiro Alves, foram convidados representantes do Incra regional e nacional, da Prefeitura de Itanhangá, do Ministério Público e do Poder Judiciário, além de vereadores da região. “Encaminhei ofícios solicitando também documentos do Incra e do MP, que são muito importantes para o desenvolvimento da câmara setorial temática”, explicou Alves. Ele acrescentou, ainda, que o foco principal da reunião desta quinta-feira será a construção de um plano de trabalho.

A abertura da câmara temática é uma iniciativa do deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), que, na primeira reunião, criticou a ausência do Incra nas discussões. “Lamentavelmente, o Incra não se fez presente na primeira reunião. Então, agora nós vamos comunicar Brasília da ausência do Incra local para que seja designado um representante na próxima reunião”, comentou na ocasião.

Criado há mais de 20 anos, o assentamento rural “Tapurah/Itanhangá” é considerado o maior do gênero na América Latina, com 1.149 lotes de aproximadamente 100 hectares cada. O projeto de reforma agrária é de responsabilidade do Incra, que até hoje não concluiu os trâmites burocráticos para titulação das propriedades. A situação foi se agravando e, no final do ano passado, cerca de 200 pessoas integrantes de uma quadrilha organizada invadiram um dos lotes e causaram insegurança na região. Os invasores foram retirados, mas o clima de instabilidade continua por causa do crescente interesse na área, que vem se valorizando ao longo dos anos.

“O município como um todo está muito propenso a essas invasões. Por conta de não haver a documentação, existem vários grupos de aproveitadores de oportunidade que estão prometendo invadir novamente”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Itanhangá, Eleandro Cezar Cassol (PSDB), durante a primeira reunião da CST.

A população de Itanhangá é estimada em cerca de 8 mil pessoas e, em 2016, a produção agrícola somou cerca de 360 mil toneladas de grãos. Segundo a prefeitura local, a falta de regularização também afeta a cadeia econômica do município, que perde receita por causa dos problemas decorrentes da ausência de titulação das propriedades.

De acordo com a advogada Fernanda Denicolo, responsável pela relatoria da CST, a Operação Terra Prometida, deflagrada pela Polícia Federal em 2014 para investigar um suposto esquema de invasão e exploração ilegal de terras destinadas à reforma agrária em Itanhangá, gerou especulações, como lotes avaliados em R$ 1,5 milhão, e dificultou o processo de regularização junto ao Incra. Para a relatora, a maioria dos assentados estão nas áreas desde o início e atendem aos requisitos para reforma agrária. O inquérito policial até hoje não foi concluído.

Além de buscar mecanismos para regularização fundiária dos assentados, a CST também vai sugerir emendas à bancada federal de Mato Grosso para ajustes na legislação sobre reforma agrária que está em tramitação no Congresso Nacional. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 180 dias, prorrogáveis por igual período.


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
MPF:
     
22 de Fevereiro, 2017 - 19:12
Galli, Bezerra e Fagundes serão investigados na 'farra das passagens aéreas'

O Ministério Público Federal (MPF) abriu investigação contra 187 deputados federais e 25 senadores para investigar a utilização de passagens aéreas durante o exercício dos seus mandatos. O benefício faz parte das Cotas para Exercício da Atividade Parlamentar, mais conhecida como "Cotão".

Entre os investigados aparecem os deputados federais Carlos Bezerra (PMDB), Victório Galli (PSC), além do senador Wellington Fagundes (PR).

A Procuradoria Regional da República na 1ª Região (PRR-1) pediu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região que seja feito “o exame das condutas” dos parlamentares e que  os casos desses atuais congressistas fossem enviados para o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

Sozinho, o benefício custa até R$ 253 milhões por ano às duas Casas.

O HiperNoticias resolveu averiguar quantos Carlos Bezerra, Victório Galli e Wellington Fagundes gastaram com passagens aéreas de 2015 até o dia de hoje (22). 

De acordo com os dados disponibilizados no Portal Transparência do Congresso Nacional, Bezerra foi o que mais utilizou o benefício das passagens entre os três Mato-grossenses investigados.

Em 2015, o experiente deputado que está em seu quarto mandato na Câmara Federal gastou R$ 71.900 mil com passagens aéras. Já em 2016 o montante de R$ 72.158 mil e até fevereiro já foram R$ 8 mil em passagens.

Nestes pouco mais de dois anos de mandato dentro desta legislatura, Bezerra gastou um total de R$ 152 mil só com passagens aéreas.

Já Wellington Fagundes (PR) gastou nos seus dois primeiros anos de Senado um o total de R$ 126.388 mil com passagens aéreas. Em 2015 o custo total foi de quase R$ 50 mil. Já no ano passado Fagundes gastou R$ 67.998 mil e neste ano já são R$ 8.590 mil.

Já o novato Victório Galli (PSC) gastou em 2015 cerca R$ 59 mil com passagens aéreas. Em 2016 o gasto com o benefício foi registrado em R$ 53.935 mil, e, em 2017 já está em R$ 6.410 mil.

O hiperNoticias ligou várias vezes nos celulares dos três representantes Mato-grossenses no Congresso, porém não fomos atendidos e até o momento não retornaram as nossas ligações.


Fonte: hiper noticias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
Política
     
22 de Fevereiro, 2017 - 16:42
Contas de Dorner e Assunção são aprovadas pela justiça

A prestação de contas de Roberto Dorner (PSD) e Fernando Assunção (PSDB),  foi aprovada nesta terça-feira (21), pela Justiça Eleitoral.

O Ministério Publico Eleitoral (MPE), havia feito alguns apontamentos que foram sanados pela equipe jurídica de Roberto e Assunção. O Juiz Eleitoral Dr. Tiago Souza de Abreu, acatou as justificativas e aprovou as contas do Candidato a Prefeito e Vice na chapa Sinop Pode Mais.

"Respeitamos a justiça eleitoral e todo MP, estávamos confiante pela aprovação das nossas contas, foi uma eleição limpa de nossa parte e isso é importante para a democracia." Afirmou Roberto Dorner – Candidato a Prefeito.

"É importante frisar que a nossa coligação sempre presou pela legalidade e respeito ao eleitor, os apontamentos do MPE é normal. Assim que nosso corpo jurídico foi notificado tudo foi esclarecido.  Ficamos felizes com a decisão do magistrado e continuaremos com esta conduta séria, respeitando nosso eleitor ." Disse Fernando Assunção Candidato a vice-prefeito.

Confira trecho da decisão:

"Outrossim, os demais apontamentos do parecer técnico, não sanados, não são capazes de macular a regularidade das contas, pois não impedem seu exame, tampouco obstam que a Justiça Eleitoral identifique as fontes de financiamento da campanha, de modo que, com fulcro no art. 267, §6o, do Código Eleitoral, reformo a sentença proferida às fls. 321/322 e aprovo com ressalvas as contas dos candidatos Roberto Dorner e Fernando de Oliveira Lopes Assunção, nos termos do art. 30 da Lei no 9.504/97 c/c art. 68, II, da Resolução TSE no 23.463/2015.

Transitada em julgado, arquivem‐se os autos com as baixas e anotações pertinentes.

P.R.I.C.

Sinop‐MT, 21/02/17.

Tiago Souza Nogueira de Abreu

““Juiz Eleitoral"


Da Assessoria


 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player