Publicidade:
25 de Setembro, 2020 - 20:09
Estado decreta novas regras para funcionamento de bares, cinema e esporte

Com a redução na média móvel de casos confirmados de covid-19 no Estado, o governo publicou novas regras para regulamentar a prática de esportes e a abertura de cinemas e bares em Mato Grosso. O decreto nº 655/2020 foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira (25.09).

De acordo com o governador Mauro Mendes, planejamento para a retomada das atividades econômicas no Estado está acontecendo de forma responsável, com o objetivo de preservar os postos de trabalho e a economia de Mato Grosso.

“Estamos fazendo essa retomada de forma gradativa. Com a redução da contaminação e da ocupação de UTIs, já é possível permitir que essas atividades possam ser realizadas, sempre de forma segura. O setor cultural e esportivo foi muito prejudicado pela pandemia e cabe ao Governo auxiliar esses profissionais a restabeleceram sua fonte de renda”, afirmou o governador.

“É importante exaltar a sensibilidade do governador que permitiu essas atividades culturais e esportivas, que foram as primeiras afetadas pela pandemia e assim minimizar os impactos a quem vive do setor. Tudo isso paralelamente à ampliação da rede pública de saúde, com criação de leitos de UTI em todo estado, assim como pelas ações de tratamento precoce, a exemplo da criação do Centro de Triagem na Arena Pantanal e do envio de medicamentos e  300 mil testes rápidos aos municípios”, completou o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado.

Novas regras

A prática de esportes coletivos das categorias amador e profissional pode funcionar, desde que respeitado o limite de público externo de, no máximo, 30% da capacidade total do local do evento. Também deve ser observado o espaçamento de 1,5 metro entre os assentos.

Já os cinemas, museus e teatros, podem abrir as portas ao público, desde que respeitado o limite de pessoas correspondente a 50% da capacidade máxima do local. Para este cálculo, é necessário usar como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5 m entre as pessoas.

Os bares, shows, casas noturnas e congêneres, precisam respeitar o limite de público sentado, que não deve ultrapassar 50% da capacidade máxima do local, utilizando o mesmo critério para cálculo dos cinemas, teatros e museus

Para a edição do decreto, o governo considerou a tendência de estabilização nos registros de casos de infecção pelo coronavírus, conforme os dados do último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde n° 32. Também houve a redução da média móvel de casos confirmados, e de hospitalizações e óbitos.


Fonte: Assessoria
25 de Setembro, 2020 - 20:03
Ex-secretária da Mulher de Cuiabá assume cargo de vereadora após Justiça anular posse de suplente

A Secretaria da Mulher de Cuiabá Luciana Zamproni (PTB) deixou o cargo e tomou posse como vereadora de Cuiabá na manhã desta sexta-feira (25). A petebista assume a vaga do vereador Chico 2000(PL), que está licenciado do cargo.

“Apesar de ser pouco tempo, fico muito feliz e honrada de estar criando história para Cuiabá em meio a esta pandemia. Fui à primeira mulher a assumir a secretaria de Mobilidade Urbana, passei pela Secretaria da Mulher e agora assumo como vereadora. Mesmo o período sendo pequeno, ele é muito significativo, pois estamos em período eleitoral e estamos em uma luta diária para elegermos uma mulher vereadora”, pontuou a nova parlamentar.

O suplente de vereador Ralf Leite havia assumido a cadeira, mas sua posse foi anulada por recomendação do Ministério Público Estadual (MPE).

Atendendo a uma recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), o presidente Câmara de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PTB) determinou a nulidade do ato de posse do suplente de vereador Ralf Leite (MDB).

Conforme a assessoria da Câmara, a medida foi oficializada por meio de um decreto legislativo, que será publicado no Diário Oficial de Contas desta terça-feira (22).

Ralf tomou posse no começo de setembro após a licença do vereador Chico 2000. No entanto, a convocação de suplente, de acordo com o Regimento Interno, só poderia ocorrer se a cadeira ficasse vaga por mais de 30 dias, o que não deve ocorrer com a volta de Chico 2000 prevista para o começo de outubro.


Fonte: G1MT
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais