Publicidade:
13 de Novembro, 2019 - 08:52
Em Lucas: condutor de motocicleta perde controle, cai e sofre grave ferimento

O condutor de uma motocicleta (modelo não confirmado) sofreu grave ferimento na perna direita, ao se envolver em um acidente de trânsito em Lucas do Rio Verde-MT, no início da madrugada desta quarta-feira (13).

O jovem de 26 anos foi socorrido por uma equipe de plantão do Corpo de Bombeiros Militar e encaminhado para atendimento médico no hospital São Lucas.

De acordo com o soldado BM Adorno, a vítima apresentava um corte profundo na perna, onde foi necessário sua imobilização e imediato deslocamento para a unidade de saúde.

As informações dão conta de que o acidente aconteceu na MT-449, quando o motociclista saia do trabalho e teria perdido o controlo do veículo, vindo a sofrer o acidente


Fonte: Cenário MT
13 de Novembro, 2019 - 08:51
Contas atrasadas de água e energia poderão ser pagas em cartão de crédito

Antes de suspender o fornecimento de água ou energia elétrica, as concessionárias responsáveis pela prestação dos serviços deverão oferecer aos consumidores a possibilidade de pagamento dos débitos pendentes nas modalidades de cartão de débito ou crédito.

Esse é o teor de projeto de lei (PL 1187/2019) de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) protocolado no dia 7 deste mês na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

De acordo com a proposta, a máquina do cartão será de porte obrigatório dos agentes concessionários que efetuem as suspensões de fornecimento e a possibilidade de pagamento do débito deverá ser ofertada no mesmo dia e em momento anterior à suspensão do serviço.

O parlamentar ressalta que o corte do serviço de água ou energia é um meio de coagir o consumidor a efetuar os pagamentos pendentes. Diante disso, cabe à concessionária assegurar facilidades para que esses débitos pendentes sejam devidamente pagos.

“Ofertar meio de pagamento a fim de evitar a suspensão dos serviços coaduna-se perfeitamente com o objetivo, além de evitar o retrabalho por parte da empresa (desativar e reativar o serviço), bem como preserva a dignidade do consumidor, que já se encontra em situação financeira complicada”, diz um dos trechos da justificativa.


Da assesoria


Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Publicidade:
Redes Sociais